Grupo Jaime Câmara é homenageado na Câmara Federal

A Câmara dos Deputados, em Brasília, homenageou, na quarta-feira, 22 de maio, o Grupo Jaime Câmara (GJC). A solenidade destacou os 50 anos da TV Anhanguera e 75 anos do Jornal O POPULAR.

Caio Henrique Salgado

quinta-feira, 23 de maio de 2013

A Câmara dos Deputados homenageou na manhã de 22 de maio, em sessão solene, o Grupo Jaime Câmara (GJC) pelos 75 anos do POPULAR e pelos 50 anos da TV Anhanguera. Com duração de pouco mais de duas horas, o evento contou com as presenças de 21 deputados federais de Goiás, Tocantins e outros quatro Estados, além da bancada goiana no Senado.


Aberta pelo deputado federal Mauro Benevides (PMDB-CE), a sessão foi iniciada por discurso do deputado federal Ronaldo Caiado (DEM), autor do requerimento que originou a homenagem. Em sua fala, o parlamentar ressaltou a credibilidade do GJC, representado no evento pelo presidente Jaime Câmara Júnior e pelos diretores Luiz Fernando Rocha Lima (Jornalismo) e Guliver Augusto Leão (Jurídico Institucional).


“Com autonomia e independência, imprescindíveis para um trabalho com informação, uma palavra passou a ser a marca do grupo: credibilidade. É essa a postura, apesar das incompreensões, das injustiças, das perseguições políticas e econômicas”, ressaltou o democrata.


Após comentar a expansão do grupo, que também atua no Tocantins e no Distrito Federal e possui 24 veículos de comunicação, também citou o pioneirismo implementado no POPULAR, que, disse Caiado, lançou sua primeira versão para a internet em 1997, ficando “bem à frente de outras empresas”.

 

Segundo a se pronunciar, Sandes Júnior (PP) também ressaltou a confiabilidade das empresas do grupo. “Parabenizo ao grupo pela brilhante história e pelo cumprimento do dever de, com informação, servir a população. Credibilidade é a marca dessa empresa séria, comprometida com o crescimento de Goiás”, elogiou o parlamentar.

 

TOCANTINS

 

Entre os 22 pronunciamentos feitos em homenagem ao grupo estavam quatro deputados federais pelo Tocantins. Em discurso, todos defenderam o papel das empresas na construção do Estado, criado a partir da Constituição Federal de 1988. “Foi de fundamental importância a participação (do grupo) no sentido de mostrar que a criação do Estado do Tocantins vinha de uma forma muito intensa melhorar a qualidade de vida da população do Norte de Goiás”, afirmou a deputada Nilmar Ruiz (PEN-TO).


“O grupo é um ponto de equilíbrio que temos no Estado, justamente por conta da crebibilidade que esse grupo tem com a população do Norte”, complementou Cesar Halum (PMDB-TO).


O presidente do GJC, Jaime Câmara Júnior, fez o discurso de encerramento após compor a mesa ao lado do senador Cyro Miranda e dos diretores do grupo.Na sua fala, Júnior lembrou que O POPULAR, fundado por seu pai Jaime Câmara e por seus tios Vicente Rebouças Câmara e Joaquim Câmara Filho, mantém os mesmo princípios desde 1938. “O jornal fundado pelos três nordestinos (vindos do Rio Grande do Norte) nasceu junto com a cidade de Goiânia, sustentado pelos pilares que prevalecem até hoje. São eles o compromisso com o desenvolvimento socioeconômico do Estado de Goiás e do país, com a democracia, com a ética, e com o povo goiano.”

 

Ao finalizar sua fala, o presidente do GJC também falou em responsabilidade. “Nesse momento vale repetir um jargão. Estejam certos de que isso (a homenagem) aumenta a nossa responsabilidade”, finalizou.

MAPA DO SITE

Copyright © 2001-2014, J. Câmara e Irmãos S/A. Todos direitos reservados.
Português - English - Español